Automação Residencial: Diferenças Entre Automações, Scripts e Cenas

Automação Residencial: Diferenças Entre Automações, Scripts e Cenas

Se você é novo no mundo da Automação Residencial, muitas vezes ouvirá as pessoas se referirem a coisas como scripts, cenas e automação. Se você nunca ouviu esses termos antes, eles podem parecer bastante confusos. Mas não se preocupe, nós da Smart Casas Shop prepararmos este artigo para detalhar exatamente o que elas são e como elas se diferenciam. Vamos começar?

O que é uma Automação?

As automações são o principal bloco de construção da automação residencial, o que a torna uma das ferramentas mais importantes em sua caixa de ferramentas ao trabalhar com automação residencial. A automação fornece a capacidade de controlar seu ambiente doméstico com base em gatilhos definidos. Se você deseja que as luzes se acendam ao entrar em um cômodo, por exemplo, ou que o ar-condicionado se desligue automaticamente na hora de dormir, a automação é a melhor ferramenta a ser utilizada.

Com a automação você está combinando um “gatilho” com uma “ação”, então “quando isso acontecer, faça isso”. Os gatilhos que você usa para automação podem ser baseados em tempo ou vir de dispositivos dentro de sua casa, como sensores de temperatura ou detectores de movimento. Você também pode incorporar dados de fontes externas, um exemplo seria usar o pôr do sol para mudar a iluminação dentro de casa.

O que é um SCRIPT?

Um script é outra maneira de programar sua automação. Os scripts podem ser usados ​​quando muitas ações precisassem ser executadas em sequência.

Uma das principais coisas que tornam a automação e os scripts diferentes é que a automação necessita de um gatilho, já os scripts não! Você pode usar automação como gatilho para o script (por exemplo, fechar as cortinas ao por do sol seria o gatilho para a automação que, automaticamente, poderia acionar um script para executar/dar o comando).

Os scripts geralmente são usados ​​em conjunto com as cenas. Com script e cenas, a automação fica muito mais dinâmica e sensível ao que acontece dentro da sua casa.

As melhores coisas sobre o uso de scripts para automação residencial são a capacidade de alterar várias cenas de forma mais controlada e a capacidade de programar várias automações que serão executadas ao mesmo tempo.

O que é uma Cena?

Em geral, as cenas são usadas para um grupo de dispositivos conectados por conveniência, como quando você deseja acender todas as luzes da sua casa, abrir e fechar a porta da garagem, fechar as cortinas, etc. Você pode agrupar diferentes dispositivos, como uma cena para trancar as portas e outra para abrir as janelas.

As cenas são boas para ligar ou desligar um grupo de luzes juntas que podem estar em salas diferentes. Por exemplo, você pode desligar um grupo de luzes, como todas as do andar térreo, quando for dormir. Você também pode usar cenas para definir diferentes modos de seu arcondicionado, dependendo da hora do dia ou do dia da semana, por exemplo.

No mundo atual de casas “baseadas em cenas”, o termo tornou-se mais confuso do que o necessário. As cenas são essencialmente um estado pré-determinado de sua casa, um grupo de luzes ou aparelhos configurados para se comportar de uma determinada maneira.
A maior diferença entre uma automação e uma cena é que com uma automação, você pode acioná-la com base no tempo, manualmente ou quando o início de outro dispositivo mudar. As cenas são simplesmente um conjunto de automação que trabalham juntas para fornecer experiências domésticas únicas e individuais.

Scripts também têm cenas associadas a eles que permitem maior personalização e fornecem muito mais recursos do que apenas uma ação. Por exemplo, uma cena pode ser “Hora de dormir”, mas por meio dos script, ela pode ser personalizada de forma que, quando você for para a cama à noite, tranque todas as portas e feche todas as cortinas em cada janela do quarto antes de ir para a cama.

Uma coisa a observar sobre o uso de cenas: se você estiver usando protocolos de comunicação como ZigBee, as ações podem acontecer de forma assíncrona e a ordem das ações pode mudar toda vez que você executar a cena.

Condições De Uso Para Maior Controle

Para ajudar a dar um controle ainda maior sobre sua casa inteligente, você pode incorporar “condições” que devem ser atendidas antes que o script (ou automação) continue com sua rotina pré-programada. Isso pode ser muito útil nos momentos em que você não deseja que uma automação seja acionada, a menos que as condições sejam adequadas. Ou você pode querer que um script pare em um determinado ponto. Pense nas condições como uma declaração “somente se”. Somente se for verdadeiro/falso, continue.

O melhor exemplo seria uma automação para controle de aquecimento. Você pode fazer com que a automação ligue seus aquecimentos pela manhã. Você pode usar uma condição para garantir que o aquecimento só seja ligado se a temperatura estiver abaixo de um determinado ponto.

Você pode usar condições tanto em automação quanto em scripts, infelizmente não é o caso de cenas na maioria das plataformas.

Conclusão:

Como você pode ver, automação, cenas e scripts são todos muito semelhantes no fato de executarem automação, mas todos têm casos de uso diferentes. As automações devem ser o primeiro bloco, pois contêm o gatilho, depois os scripts, que por sua vez chamam as cenas. As cenas devem ser usadas para aprimorar sua casa, e não o primeiro bloco de automação que você implementa.

Se você encontrou este guia enquanto tentava encontrar um Guia para Iniciantes em Automação Residencial , clique no link onde há um artigo feito sob medida para iniciantes.

Voltar para o blog

Produtos para Automação Residencial